APRESENTAÇÃO
METODOLOGIA
DICIONÁRIOS
FONTES
CONTATO

Português

A Á Â B C D E Ê F G H I Í J K L M N O Ó Ô P Q R S T U V W X Y Z

<< fase de perigo | fases críticas do voo | fator >>
Back to: "F"

fases críticas do voo
Definição1
São as fases nas quais a carga de trabalho e o nível de atenção requerido são notadamente elevados. Incluem as operações de taxi, procedimentos de decolagens e aproximações e sempre que a aeronave estiver abaixo de 10.000 pés de altura.
Fonte1
AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. IS 91-001: aprovação de aeronave e operadores para condução de operações PBN. Aprovação de aeronaves e operadores para condução de operações PBN. Brasília, 2012. Disponível em: http://pergamum.anac.gov.br/arquivos/IS91-001C.PDF. Acesso em: 11 out. 2013.
Fonte2
AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL. RBAC 135: requisitos operacionais: operações complementares e por demanda. Brasília, 2010. Disponível em: http://www2.anac.gov.br/biblioteca/rbac/RBAC135EMD03.pdf. Acesso em: 29 abr. 2015.
Contexto
135.100 Obrigações dos tripulantes de voo (a) Nenhum detentor de certificado pode determinar, nem qualquer tripulante pode executar, qualquer serviço durante fases críticas do voo, exceto aqueles serviços requeridos para a operação segura da aeronave. Tarefas como chamadas rádio para a empresa solicitando suprimento de “galley” ou confirmando conexões de passageiros, mensagens aos passageiros promovendo a empresa ou chamando a atenção para pontos de interesse do terreno, e preenchimento do livro de bordo ou relatório de voo não são requeridas para a operação segura da aeronave.
Subárea
Fases do Voo